Embolização de aneurisma cerebral

embolizacao de um aneurisma cerebral

Aneurisma cerebral é uma dilatação anormal localizada em determinado ponto de artérias cerebrais, que em algum momento pode vir a romper, causando uma hemorragia e, consequentemente, sequelas como lesões cerebrais. Atualmente a embolização de aneurisma cerebral é a técnica de escolha para o tratamento dessa enfermidade.

Estima-se que uma a cada quinze pessoas desenvolva um aneurisma cerebral durante sua vida, dependendo de determinadas características genéticas, em alguns países esta prevalência é ainda maior.

Na maioria das vezes, os aneurismas não dão sintomas até que ocorra ruptura e sangramento, quando geralmente se manifestam pela hemorragia subaracnóide (HSA), a qual é uma situação clínica grave e uma urgência médica.

A cirurgia de Embolização é um procedimento que acessa a área de tratamento por dentro dos vasos sanguíneos (endovascular), sendo utilizada para tratar a maioria das doenças cerebrovasculares, como malformações arteriovenosas e aneurismas cerebrais.

A Embolização de aneurisma cerebral é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo realizado em sala de hemodinâmica, que consiste em ocluir seletivamente a dilatação aneurismática com micromolas (1* na imagem) de platina, podendo ainda ser utilizado “stent” (2* na imagem) e/ou balão de remodelagem.

A oclusão e exclusão endovascular dos aneurismas cerebrais permite uma abordagem terapêutica eficaz e segura, associada a menores taxas de morbidade e de mortalidade.

No entanto, a melhor escolha terapêutica entre as modalidades, cirúrgica ou endovascular, deverá ser analisada de forma multidisciplinar levando-se sempre em conta o melhor tipo de abordagem para cada tipo de aneurisma e de paciente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × 4 =