Uso da embolização no tratamento de sangramentos pélvicos

Sangramento pelvico

A embolização é um procedimento indicado para diferentes tipos de sangramentos, inclusive para eventuais complicações após intervenções cirúrgicas. No caso deste post, o Dr. Rafael D. Rocha realizou a embolização da artéria uterina de uma paciente que semanas antes fez uma histerectomia, a cirurgia para a retirada do útero.

Apesar de a histerectomia ter sido realizada com sucesso, durante o processo de recuperação a paciente apresentou um sangramento vaginal incomum. Por meio de uma arteriografia foi possível encontrar o local exato da lesão na artéria uterina.

embolização sangramento pélvico embolização sangramento pélvico

Por que a embolização?

A embolização é um procedimento minimamente invasivo e pouco agressivo, que pode ser realizado apenas com anestesia local. Por meio de um conjunto de cateteres inseridos através de um pequeno furo na virilha, foi possível injetar minúsculas partículas sintéticas (inofensivas para o organismo) na região do sangramento, acabando definitivamente com o problema.

Desta forma, é possível tratar o sangramento sem a necessidade de uma nova cirurgia, o que possibilita a recuperação mais rápida da paciente.

Sangramentos uterino

Outros tipos de sangramentos uterinos podem ser tratados com a técnica da embolização, como nos casos de miomas, placentas acretas, atonia uterina e gestação ectópica.

O portal Dica Médica conta com profissionais especializados neste e em outros tipos de procedimentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

doze − seis =