Sumário
Sumário

Ablação de miomas uterinos

A Radiologia Intervencionista atua em conjunto com diversas áreas médicas. Na saúde da mulher, uma condição possível de ser tratada com procedimentos minimamente invasivos são os miomas uterinos, através de uma técnica moderna e eficaz chamada ablação de miomas uterinos – método realizado por meio de uma agulha de radiofrequência ou microondas, capaz de diminuir o mioma, reduzir taxas de sangramento e, consequentemente, proporcionar melhor qualidade de vida à paciente.

Mas antes de nos aprofundarmos em como é realizado o procedimento, precisamos entender o que são os miomas uterinos e quais são os transtornos que eles podem gerar na saúde da mulher.

Dr. Maurício Amoedo durante procedimento de ablação de miomas uterinos
Dr. Maurício Amoedo durante procedimento de ablação de mioma uterino guiado por ultrassonografia

O que são miomas uterinos?

Miomas uterinos são tumores benignos originários da camada muscular do útero, muito comum em mulheres, principalmente na fase reprodutiva da vida. “Estima-se que cerca de 50% das mulheres terão ao menos um mioma em algum momento da vida”, comenta o Dr. Maurício Kauark Amoedo, médico especialista em Radiologia Intervencionista.

O crescimento dos miomas depende de fatores hormonais e pode variar em quantidade, tamanho e localização. Muitas vezes são diagnosticados durante os exames de rotina através da ultrassonografia transvaginal, e na maior parte dos casos são assintomáticos e não apresentam riscos. 

Contudo, alguns miomas podem gerar complicações graves que prejudicam a qualidade de vida da paciente, como:

  • Aumento do fluxo menstrual, potencializando os riscos de anemia;
  • Aumento do volume abdominal;
  • Cólicas;
  • Compressão dos vasos pélvicos;
  • Dor pélvica;
  • Dor durante as relações sexuais;
  • Prisão de ventre.
  • Dificuldade para engravidar.

 

De acordo com o especialista, o procedimento de ablação de miomas uterinos é indicado para casos de miomas sintomáticos. “Ao apresentar alguns desses sinais ou sintomas, a avaliação médica é essencial para obter o diagnóstico exato, e então o melhor tratamento deve ser indicado de maneira individualizada, a fim de devolver a qualidade de vida e bem-estar da mulher”, acrescenta.

Como é feita a ablação de miomas uterinos? 

Para a realização da ablação de miomas uterinos por radiofrequência ou microondas, a paciente é sedada, sem necessidade de anestesia geral. Em seguida, com o auxílio da ultrassonografia transvaginal, são localizados os miomas a serem tratados.

“Como se trata de procedimento minimamente invasivo, é importante lembrarmos que não há necessidade de cortes como as cirurgias convencionais para a retirada dos miomas. A técnica de ablação de miomas uterinos é feita apenas através de um pequeno furo”, complementa Dr. Maurício.

A agulha é inserida através do colo uterino ou fundo de saco vaginal e é guiada pela ultrassonografia em tempo real até atingir o centro do mioma.

Essa agulha é conectada a um gerador de energia de alta tecnologia que tem um sistema avançado para garantir o controle da impedância no tecido, intensidade da energia e o tempo utilizado no tratamento

A agulha posicionada dentro do nódulo emitirá ondas de calor que irão aquecê-lo até provocar morte celular com posterior redução das dimensões do mioma e, consequentemente, melhora dos sintomas.

* Confira um vídeo do procedimento:

Vantagens da técnica de ablação dos miomas 

A ablação de miomas uterinos é uma possibilidade de tratamento muito indicada por profissionais em razão dos diversos benefícios.

“Comparados com as cirurgias convencionais, o procedimento apresenta uma recuperação mais rápida e menores riscos, com técnicas modernas e seguras”, conclui Dr. Maurício. Entre as vantagens, podemos considerar:

  • Dispensa a necessidade de cortes;
  • Menores risco de complicações;
  • Rápida recuperação sem necessidade de internação hospitalar;
  • Preserva o útero;
  • Mantém a possibilidade de gestação;
  • Recupera a qualidade de vida da mulher.

Ablação x embolização: quais as diferenças?

A técnica de ablação de miomas é diferente da embolização de miomas, apesar de ambas serem eficazes no tratamento de miomas uterinos e apresentarem benefícios semelhantes.

A embolização é utilizada para miomas maiores e está mais indicada para mulheres com múltiplos miomas. Nessa técnica é realizado um cateterismo das artérias uterinas para injetar micropartículas sintéticas que interrompem o fluxo de sangue para os miomas, reduzindo o seu tamanho e, consequentemente, melhorando os sintomas. Em semelhança à ablação, é uma técnica segura e sem cortes.

A ablação, por sua vez, é ainda menos invasiva por atuar de forma direta e individual nos miomas, sendo indicada para miomas menores e em pacientes com poucos miomas uterinos. O tipo de técnica é definida de acordo com as particularidades de cada caso, como quantidade, tamanho e localização dos miomas. Clique aqui e saiba as principais doenças em que a ablação pode ser utilizada.

A avaliação do Médico Intervencionista é essencial para a correta indicação do método mais adequado a cada paciente.

Quer saber mais sobre outros procedimentos intervencionistas? Acompanhe o Portal Dica Médica e conheça mais sobre essa área. Você pode entrar em contato conosco diretamente pelo Portal e também pelo Instagram e Facebook. Conte com a gente!

Esclareça suas dúvidas com um médico especialista perto de você. 

2 respostas

  1. Oi Ana Paula,
    Obrigado pela sua pergunta; ela é muito pertinente.
    Antes de indicar um procedimento como a ablação de miomas, é muito importante que possamos avaliar cada caso através da história clínica e dos exames de imagens. O método que nos traz as melhores informações anatômicas e que norteia a conduta é a Ressonancia Magnética da pelve. Com ela temos um cenário fidedigno da condição da paciente quando mapeamos o tamanho, localização e quantidade dos miomas. Apenas através deste exame poderemos indicar o melhor método para cada paciente.
    Sabemos, contudo, que os melhores resultados clínicos da ablação dos miomas são nas pacientes com queixas como a sua – menstruações com fluxo intenso e dolorosas. Portanto, você pode sim ser uma boa candidata ao método.
    Espero ter lhe ajudado e sigo à disposição.

  2. Eu sempre tive menstruações com muito fluxo e dolorosas e aí no ultrassom deu vários miomas. Minha ginecologista me indicou um anticoncepcional mais forte que não adiantou muito e eles continuam crescendo. Tenho uma filha e gostaria de ter outra gravidez mais minha médica disse que é arriscado pois tem mioma indo pra dentro do útero. Essa cirurgia pode me ajudar? Quero muito ter mais um filho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esclareça suas dúvidas ou agende uma consulta com um médico especialista

Favor preencher os seus dados