Denervação articular por radiofrequência

Dores na coluna é uma das queixas mais comuns entre a população. Hoje, felizmente contamos com diversos tratamentos modernos, entre eles os métodos por radiofrequência, que incluem a técnica de denervação articular. 

Essa é uma técnica não invasiva e eficaz para tratar dores nas articulações facetárias, que são pequenas articulações localizadas nas coluna vertebral e desempenham um papel fundamental na mobilidade e estabilidade da coluna. 

 

Como surge a dor facetária?

Assim como outras articulações do corpo, as articulações facetárias podem sofrer desgaste (artrose facetária) ou inflamação, causando dor. O desgaste das articulações facetárias é um processo natural do envelhecimento, mas em algumas pessoas pode se tornar problemático, gerando sintomas dolorosos que caracterizam a dor facetária.

O diagnóstico preciso dessa condição pode incluir exames de imagem, como radiografias, ressonância magnética ou tomografia computadorizada. Com base nos sintomas e nos resultados desses exames, o médico poderá determinar o melhor plano de tratamento.

Felizmente, existem várias opções de tratamentos disponíveis para aliviar a dor facetária. Os tratamentos tradicionais geralmente incluem medidas como fisioterapia, exercícios de fortalecimento muscular, uso de medicamentos e aplicação de calor ou gelo na região afetada.

Já em casos mais graves, pode ser necessário considerar outras opções de tratamento, podendo incluir a denervação articular por radiofrequência.

 

Como é feito o procedimento de denervação articular por radiofrequência?

A denervação articular por radiofrequência consiste na aplicação de energia de radiofrequência controlada em terminações nervosas específicas das articulações facetárias, com o objetivo de interromper a transmissão de sinais de dor para o cérebro, preservando os tecidos saudáveis ao redor.

Para a realização, o paciente é submetido à anestesia local ou sedação, e então com auxílio de exames de imagem em tempo real para maior precisão, o médico intervencionista insere agulhas especiais ligadas a eletrodos para alcançar o nervo responsável.

Em seguida, é disparada a corrente de radiofrequência para “queimar” seletivamente as fibras nervosas responsáveis pela sensação de dor, interrompendo os sinais ao cérebro, e assim, proporcionando alívio e melhora da qualidade de vida do paciente. 

O procedimento de denervação articular por radiofrequência não é invasivo, portanto não apresenta uma recuperação complicada. O cuidado maior para evitar o retorno do desconforto, é seguir um acompanhamento médico, pois caso seja necessário, o paciente poderá passar pelo procedimento outra vez. 

Converse com um médico especializado em dor para discutir se esse procedimento pode ser uma opção adequada para você. Lembre-se de que cada caso é único – um médico profissional poderá avaliar suas necessidades individuais e fornecer orientações personalizadas.

Se você quer saber mais sobre os procedimentos disponíveis para outros tipos de dores crônicas, continue acompanhando o Portal Dica Médica para mais conteúdos, além de encontrar médicos especialistas próximos de você. Você também pode clicar aqui e preencher um rápido cadastro para solicitar um atendimento. Continue acompanhando o Portal Dica Médica também pelo Instagram e Facebook. Conte com a gente!

 

Esclareça suas dúvidas ou agende uma consulta com um médico especialista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esclareça suas dúvidas ou agende uma consulta com um médico especialista

Favor preencher os seus dados