Nefrostomia e Implante de cateter duplo J

Os procedimentos de Nefrostomia e de Colocação de Duplo J são indicados quando há alguma obstrução ou vazamento de urina no trajeto que seria o fluxo urinário normal (dos rins para os ureteres e, então, dos ureteres para a bexiga).

A Nefrostomia percutânea é um procedimento realizado com o objetivo de drenar a urina produzida nos rins para fora do corpo, sendo coletada em uma bolsa.

Por outro lado, a Colocação de um cateter conhecido como “Duplo J” é realizado com a finalidade de manter a urina em seu trajeto habitual dos rins para a bexiga.

Em que situações posso precisar de uma nefrostomia ou de um cateter duplo J?

Estes procedimentos são comumente indicados em pacientes que apresentam uma ou mais das seguintes condições:

  • tumores na bexiga, ureter, colo de útero ou cólon que determinam obstrução dos orifícios (óstios) que drenam a urina dos rins para a bexiga;
  • cálculos que determinam obstrução do fluxo urinário normal;
  • infecções renais (pielonefrite) associada a alguma obstrução do fluxo urinário normal;
  • inflamações crônicas que possam ocasionar fibrose (cicatrizes) e dificultar o fluxo urinário normal, como exemplo as decorrentes de radioterapia ou de fibrose retroperitoneal;
  • vazamentos de urina (fístulas) em algum dos órgãos do trato genito-urinário, com objetivo de facilitar a cicatrização desses “buracos”.

Como são realizados estes procedimentos?

São procedimentos minimamente invasivos, em que o médico Radiologista Intervencionista realiza uma punção do rim com uma pequena agulha, orientando-se por métodos de imagem que guiam a precisa localização, geralmente a ultrassonografia e fluoroscopia. A seguir, pelo mesmo trajeto dessa agulha, é introduzido um cateter de borracha (parecido com um canudinho). Na maioria das vezes, o procedimento é realizado apenas com anestesia local, entretanto, uma sedação com anestesista pode ser necessária em algumas situações.

Quando utilizado o cateter “Duplo J”, esse material ficará totalmente dentro do corpo, enquanto que o cateter de Nefrostomia sairá pela pele e será conectado a uma bolsa. O tempo de permanência do cateter é bastante variável, dependendo do objetivo pelo qual foi inserido, podendo variar de dias a meses.

Existem riscos relacionados a estes tipos de procedimentos?

Todos os procedimentos médicos contemplam riscos. Entretanto, quando comparados às técnicas convencionais cirúrgicas, os métodos intervencionistas comumente apresentam menores índices de complicações. Dos riscos possíveis, os principais são de sangramento durante e após o procedimento, infecções e dor no local. Os médicos do Dica Médica tomam todo o cuidado para a prevenção e tratamento destas possíveis complicações, realizando os procedimento sempre em ambiente seguro, com técnicas reconhecidas por literaturas científicas.

👋 Olá, como posso ajudar?