Sumário

Sumário

Nódulo Pulmonar

Nódulo pulmonar é a definição para as alterações pulmonares identificadas com relativa frequência nos exames de imagem. Estas ocorrências resultam de alterações cicatriciais, passando por tumores benignos e processos infecciosos. Pacientes acometidos e recuperados de uma pneumonia, tuberculose ou gripe muito forte, por exemplo, podem apresentar alguma cicatriz em forma de nódulo calcificado no pulmão. Nesta condição, o achado não costuma oferecer risco nem exigir tratamento.

nódulo pulmonar

O que causa Nódulo Pulmonar?

Embora represente uma minoria dos casos, o nódulo também pode decorrer do câncer de pulmão em estágio inicial. A diferenciação é importante porque todo câncer de pulmão inicia por um nódulo, mas nem todo nódulo vai se desenvolver como um câncer. 

Entre as características que tornam o achado mais suspeito estão sua aparência (contornos irregulares chamados de “espículas” com aspecto de raio de sol) e seu crescimento ao longo do tempo. O câncer de pulmão é mais frequente em idosos, fumantes e pessoas com histórico da doença na família.

Sintomas

Nódulos no pulmão normalmente não apresentam sintomas, mesmo quando são malignos, mas algumas manifestações podem indicar a ocorrência de alterações mais severas no órgão.

  • Dor no peito
  • Cansaço
  • Falta de ar
  • Tosse com presença de sangue
  • Emagrecimento
  • Febre persistente

Diagnóstico

Por ser assintomático na maioria dos casos, o nódulo no pulmão costuma ser um achado acidental durante a realização de exames de imagem rotineiros, como a tomografia computadorizada. Uma vez identificado o nódulo, o médico pode realizar mais exames para avaliar a suspeita de câncer e repetir a tomografia para verificar se a lesão cresce com o passar do tempo.

Caso o nódulo tenha crescido, o médico pode solicitar a chamada tomografia por emissão de pósitrons (pet-scan) ou uma biópsia. As biópsias podem ser realizadas por agulha (percutânea), por broncoscopia ou cirúrgicas.

Conheça os médicos intervencionistas membros do Portal Dica Médica especializados nestes procedimentos.

Esclareça suas dúvidas com um médico especialista mais perto de você. 

Biópsia torácica percutânea

A biópsia torácica percutânea é um procedimento minimamente invasivo, sem necessidade de cortes, geralmente realizada apenas com uso de anestesia local. Nesse artigo detalhamos como é feito esse procedimento e as principais indicações.

Rastreamento no grupo de risco

A realização de tomografias computadorizadas de baixa dose em grupos específicos de fumantes e ex-fumantes (a depender da idade e do histórico de tabagismo) é uma alternativa para aumentar a chance de diagnóstico precoce do câncer de pulmão entre pacientes assintomáticos. Isto porque cerca de 90% da população diagnosticada com a doença fuma ou já foi fumante. A partir do rastreamento, a identificação do câncer na fase de nódulo garante mais chances de cura.

Tratamento

Em nódulos benignos e de baixo risco, normalmente não há necessidade de tratamento, dependendo apenas do acompanhamento médico para se certificar de que a lesão não aumenta com o passar do tempo.

Havendo suspeita de câncer após a realização de exames, pode ser indicada uma cirurgia para a remoção da área com o nódulo e avaliação do mesmo.

Ablação de tumor pulmonar

Caso confirmado o diagnóstico de câncer de pulmão, a técnica de ablação pulmonar é uma opção de procedimento minimamente invasivo para promover a destruição do tumor em seu estágio inicial. Neste método, uma agulha inserida na pele do paciente é usada para realizar a cauterização do nódulo (por ondas de calor ou gases que congelam o tecido), provocando a destruição das células tumorais.

Esclareça suas dúvidas com um médico especialista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Favor preencher os seus dados