Tratamento endovascular para estenose da artéria carótida: Angioplastia

Angioplastia de artéria carótida é um procedimento minimamente invasivo realizado para desentupir a circulação de sangue do pescoço!

A Estenose Carotídea é uma importante causa de Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico, sendo esta patologia a principal causa de doença incapacitante no Brasil.

A aterosclerose carotídea é um espessamento anormal da camada interna das artérias carótidas, formando áreas focais conhecidas como placas. Embora as placas possam permanecer estáveis durante vários anos, a ruptura superficial de placas vulneráveis (“fracas”) leva à formação de trombos locais, com subsequente fragmentação e embolização para as artérias cerebrais.

Os fatores de risco mais relevantes são idade, tabagismo, pressão alta, diabetes mellitus (DM) e colesterol elevado.

Boa parte dos pacientes podem ser tratados com medidas clínicas, melhorando os fatores de risco e com medicações antiagregantes (que afinam o sangue), tais como o AAS e o clopidogrel.

Quando necessário um tratamento cirúrgico, o método mais bem indicado atualmente é a Angioplastia Endovascular.

A técnica de Angioplastia é um procedimento minimamente invasivo que consiste na implantação de um “stent” exatamente no ponto onde se encontra o estreitamento (estenose) da artéria carótida causado pela placa de aterosclerose.


A indicação do procedimento de Angioplastia para tratamento endovascular da estenose da artéria carótida é definida pelo médico assistente, geralmente um neurologista em parceria com um radiologista intervencionista.

Para mais informações, entre em contato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × quatro =